Blefaroplastia

A cirurgia das pálpebras, ou blefaroplastia, tem um excelente resultado estético, com cicatrizes praticamente invisíveis, sendo, por isso, muito procurada, independentemente do sexo. Ela proporciona o resgate de um olhar mais jovial e, acima de tudo, mais descansado, trazendo uma grande transformação na aparência do paciente, que se traduz em mudanças também na esfera psicológica, fazendo com que a pessoa sinta-se mais confiante e segura.

É um procedimento cirúrgico relativamente simples, embora a delicadeza e nobreza das estruturas da região o tornem bastante delicado. A cirurgia é feita sob anestesia local, associada a uma sedação por via venosa, com o objetivo de diminuir a sensibilidade dolorosa bem como a ansiedade, trazendo mais conforto para o paciente e tornando a cirurgia praticamente indolor. Tem uma duração aproximada de duas horas, sendo o paciente liberado para casa cerca de duas a três horas após o seu término.

A cirurgia consiste na retirada de bolsas gordurosas, que se acumulam com o tempo ou existem por tendência genética familiar, e do exesso de pele que pode estar presente tanto nas pálpebras superiores, como nas inferiores.

Após a cirurgia, os olhos ficam edemaciados, principalmente nas primeiras 48 horas, sendo freqüente que esteja mais inchado na manhã seguinte à cirurgia, do que no dia do procedimento.

Os pontos são retirados rapidamente, em geral do segundo ao terceiro dia de pós-operatório. Ao final de uma semana, o edema já regrediu sua maior parte. Entretanto, ainda permanecem algumas equimoses que, em geral, desaparecem por completo em torno de quinze dias.

Durante os primeiros dias, é comum uma irritação dos olhos e uma maior sensibilidade à luz e ao vento, para a qual devem ser usados óculos escuros, evitando-se a exposição direta ao sol, principalmente enquanto persistirem equimoses, o que poderia tatuar a pele, retardando o desaparecimento das manchas. Nesse período, pode ocorrer ressecamento ou lacrimejamento dos olhos, além de desconforto e irritação, no caso de solicitação excessiva. Esses sintomas diminuem bastante com o uso de pomada próprias para a região ocular.

O resultado da cirurgia poderá ser avaliado ao final de aproximadamente quatro meses, quando já regrediu a maior parte do edema e a cicatrização já está bem desenvolvida. O resultado final, no entanto, deverá ser avaliado após um mínimo de um ano, período em que o amadurecimento das cicatrizes poderá ser considerado completo.