Ritidoplastia

A cirurgia do rejuvenescimento facial, conhecida como face-lifting, ritidoplastia ou ritidectomia, é uma das mais belas e delicadas cirurgias que realizamos . Ela provoca modificações psicológicas que vão além das provocadas pela passagem do bisturi e proporciona um resgate da auto-imagem que traz novo ânimo de viver. Representa uma importante vitória contra o tempo, com recuperação da aparência de alguns anos anteriores, trazendo um bem estar tanto físico como mental. Pode ser associada a outros procedimentos complementares, como cirurgia das pálpebras, lipoaspiração do pescoço, peeling mecânico facial (dermoabrasão), correções da musculatura do pescoço, inclusão de prótese no mento (queixo) e, às vezes , à rinoplastia.

Na grande maioria dos casos o procedimento é feito sob anestesia geral, trazendo mais conforto para o paciente. Alguns cuidados tornam-se essenciais para uma boa cirurgia: a suspensão completa do cigarro pelo menos quinze dias antes da operação, é muito importante, em especial neste procedimento, pelo fato de o tabagismo estar associado à maior parte das complicações observadas à ritidoplastia, que são manifestações de caráter circulatório, podendo levar ao aparecimento de isquemia em algumas regiões.

Nos primeiros dias, a face estará edemaciada, o que é absolutamente normal. O edema começará a regredir rapidamente a partir do terceiro dia. Os pontos começam a ser retirados entre o terceiro e o quinto dia de pós-operatório.

As equimoses começam a desaparecer por volta da primeira semana e terão desaparecido quase que totalmente após quinze dias. Durante a fase de cicatrização, é comum a sensação de prurido e dormência na face, sensações que logo desaparecem, com o retorno da sensibilidade ao normal, num período que varia de um a quatro meses.

Durante os primeiros meses, as cicatrizes podem estar um pouco aparentes, especialmente na porção temporal do couro cabeludo (acima das orelhas), principalmente nas pessoas de cabelos finos, curtos e ralos. Em geral, isso se deve às características da pele do local, bem como do aparo dos cabelos, necessário nesta região, para o acesso cirúrgico; temos o cuidado de aparar o cabelo o mínimo possível, praticamente correspondendo à pele que será removida, mas mesmo assim o restabelecimento completo dos cabelos desta região pode levar alguns meses.

O restabelecimento social da cirurgia leva cerca de dez dias, período após o qual as equimoses e o edema já estão bastante reduzidos. Após quatro a seis meses, já deverá ter regredido quase todo o edema e já teremos uma noção mais precisa do resultado da cirurgia, que será completo em torno de um ano, que é quando as cicatrizes atingem sua maturidade.